Home Lifestyle A Chiado Eyeglass Factory está de mãos dadas com o teatro português!

A Chiado Eyeglass Factory está de mãos dadas com o teatro português!

0
0

Após 2020 ter sido um ano marcado pela pandemia, há uma certeza que se mantém para estes próximos meses: a cultura não pode parar. É por esse motivo que a Fábrica de Óculos do Cacém e do Chiado irá continuar a apoiar projetos artísticos, como a peça de teatro “Sábado à Noite”, uma comédia protagonizada por Ricardo Mesquita de Oliveira, com estreia agendada para breve.

Como, muitas vezes, a construção de uma personagem se baseia na aparência, o ator foi à ótica para encontrar uma das peças essenciais para a sua interpretação: uns óculos. Aliás, esta não foi a primeira vez que Ricardo Mesquita de Oliveira visitou a Fábrica de Óculos, sendo um cliente assíduo da loja do Cacém.

“Além de já conhecer a Fábrica de Óculos do Cacém, o espaço no Chiado – a Chiado Eyeglass Factory – suscitou-me a curiosidade. Achei toda a oferta de armações fantástica e que era bonito interpretar a personagem com uns óculos desta loja. É um prazer enorme um espetáculo meu estar de mãos dadas com a Fábrica de Óculos”, sublinhou o ator, que, nos últimos anos, encarnou o mítico António Variações, na peça “Eu Variações”.

Sendo já um cliente da Fábrica de Óculos, existem vantagens desta ótica que Ricardo conhece há alguns anos, como as consultas gratuitas. “É cada vez mais essencial as pessoas terem acesso às consultas, porque estamos a falar dos olhos, que são muito importantes para termos uma vida saudável”, sublinha o ator.

Outra qualidade importante da ótica é a graduação de óculos em apenas 20 minutos, o que mereceu, igualmente, muitos elogios de Ricardo Mesquita: “Cada vez mais, as pessoas vivem uma vida em que não têm tempo para nada. É maravilhoso a graduação só demorar 20 minutos! Sais do trabalho, vens aqui e, em 20 minutos, tens uns óculos! Não se encontra em mais lado nenhum!”

Saiba mais aqui! E faça como Ricardo Mesquita: visite-nos para uma consulta gratuita e com um diagnóstico preciso!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *