Home Visão & Bem-estar Ótica de criança: quais os reais perigos das novas tecnologias para os olhos?
Ótica de criança: quais os reais perigos das novas tecnologias para os olhos?

Ótica de criança: quais os reais perigos das novas tecnologias para os olhos?

0
0

Podemos afirmar que não há praticamente nenhuma semana em que não tenhamos um pai e/ ou uma mãe que venha adquirir uns óculos – que estão prontos em apenas 20 minutos – e que fique a conversar mais um pouco com a nossa equipa para saber algumas curiosidades sobre ótica de criança.

Este facto é algo que nos deixa muito felizes. É um sinal evidente de que há uma maior consciência da importância de uma boa saúde visual desde tenra idade. E, com os tempos em que vivemos, é óbvio que uma das maiores preocupações dos pais é os reais perigos das novas tecnologias para os olhos dos mais pequenos.

E é aí que a nossa equipa de optometristas experientes e especializados ouve atentamente cada uma das questões e responde sobre as mais diferentes dúvidas. Por exemplo, através dos nossos conselhos, os pais entendem que sempre que se olha de forma fixa para um ecrã existe uma diminuição da quantidade e da qualidade da lágrima, o que origina algumas manifestações típicas de olho seco, como ardor, necessidade de pestanejar e olhos vermelhos.

Os riscos não terminam por aqui. Quando questionados sobre mais perigos das novas tecnologias para a visão, os nossos optometristas esclarecem que, sempre que se olha para um objeto ao perto, o olho tem de fazer um esforço para focar, o que, caso seja feito de forma moderada, origina desde logo cansaço ocular, dores de cabeça, sensação de peso nos olhos…

Conheça mais perigos com a nossa equipa! E, acima de tudo, descubra com a Chiado Eyeglass Factory como prevenir sérios problemas de visão causados pelas novas tecnologias! Venha ter connosco e aproveite ainda para conhecer a nossa vasta gama de óculos Nano Vista, conhecidos pela sua alta resistência!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *